Cannons

Ir em baixo

Cannons

Mensagem por Narradora em Sab Nov 03, 2018 4:11 pm






. Stian Bjornes
. Presidente
. 32 anos
. ocupado


Tyson Bryce



.Personalidade:
Ex-Militar, é duro, centrado e justo. Orgulhoso e possessivo, tem certo amor pelo poder que possui, e não lida bem em ser contrariado, ainda que ouça seu conselho em muitos casos.  Pode ser cruel quando quer, e de certa forma acaba por ser na maior parte do tempo. Rege a cidade com mão firme e não aceita que as leis sejam desrespeitadas.

. História:
Militar e filho de Militares, essa era uma definição de Tyson bem precisa. O homem ainda novo alistou-se e de forma rápida recebeu promoções, sua força física e capacidade de fazer estratégias eram sempre elogiadas por seus superiores e lhe garantiam grande prestigio dentro da elite militar.
Casou-se com a namorada da adolescência, uma mulher doce e tranquila, de uma beleza unica possuia cabelos loiros e olhos castanhos. O casamento era feliz e tranquilo, ambos concordavam sobre muitas coisas e podia-se dizer que eram o casal perfeito. A noticia da gravidez veio junto ao inicio do fim, e Tyson não poderia sentir-se mais inquieto, não que não amasse a esposa e não quisesse filhos, mas, o momento era péssimo.
A decisão do homem foi rápida, pediu a mulher que ficasse com a família, seu tempo agora era curto, e precisava passar muito tempo longe de casa, não apenas era o chefe de uma operação que tentava proteger e controlar os locais onde o vírus começava a se espalhar, mas era também um homem na linha de frente, e não tinha tempo para estar em casa ou se preocupar com a mulher grávida.
"Estou deixando um futuro tranquilo para nosso filho", era o que sempre reptia nas ligações com a mulher. Mas as coisas se arrastaram mais do que o esperado, o bebe nasceu, uma linda menininha, e antes que Tyson se desse por si a menina completava seus 4 anos, e as coisas pareciam cada vez piores. Era hora de voltar para casa e preparar um plano de sobrevivência, as coisas realmente iriam sair dos trilhos, ele fora um dos pirmeiros a perceber isso.
Em casa encontrou uma cidade em caos, pessoas desesperadas sem saber o que fazer. Com frieza ele tratou da situação, juntou-se a alguns vizinhos e amigos, juntaram o máximo de armas que podiam, assim como mantimentos, reforçara, veículos, entre eles um ônibus escolar e deixaram a cidade.
Durante uma parada um pequeno erro colocou tudo a perder, ele e mais dois homens, ambos militares conseguiram controlar a situação, mas era tarde demais para seis desafortunados, quatro jovens, uma mulher grávida e sua própria esposa, todos infectados. A mulher dele, não deu a ele a chance de ter que fazer uma escolha, apenas sorriu, puxou uma pistola e atirou na própria cabeça, morreu ali, nos braços do homem.
Mas ainda haviam cinco pessoas, ele atirou na cabeça dos jovens e então se aproximou da mulher grávida que mantinha a mãos na prórpria barriga de 8 meses como protegesse o bebe, o marido ao lado ja havia aceitado o destino da mulher, mas o bebe, ele tinha esperança de salvá-lo, então Tyson atirou, dois tiros certeiros, um na cabeça da mulher e outro na barriga, onde o ferimento de infecção havia sido feito. Aquele pequeno ato teria consequencias, mas para ele era óbvio, as chances de o bebe ter sido contaminados eram altas demais para se correr o risco.
Dois anos depois e a decisão do homem de se preparar e seguir o caminho se mostrou a mais sábia possível, as coisas estavam fora de controles e não haviam mais governos. Foi quando ele achou o prédio que logo se transformou em sinônimo de segurança.
Dois anos depois e Buckhead estava de pé, uma pequena cidade, do tamanho de um bairro, com muros e torres de vigia, uma cidade totalmente estruturada, regida por sua mão, com bem mais habitantes do que o pequeno grupo que saíra de sua cidade.
Sua filha uma adolescente então, é tratada de forma dura e severa, apesar de ela ter sempre sua proteção, ele a prepara para o mundo atual, não aceitando dela desculpas ou erros, "não é um mundo onde se pode perdoar erros" é o que ele repete a jovem que parece estar sempre com vontade de tirar o homem do sério.
Conheceu Kyara em um dia estranho, havia ido com os coletores a uma área de maior perigo buscar suprimentos, acabara de brigar com o médico que os acompanhava por um erro quando o tiro aconteceu, um unico tiro na cabeça de um zumbie que acabaria com o médico, os outros não viram de onde o tiro viera, um silenciador fora usado, mas ele a viu, a bela ruiva de longos cabelos que agora lhe sorria maliciosa.









. Gabriela Ramos
. Comerciante
. 21 anos
. ocupado


Kyara Albuquerque



.Personalidade:
Determinada, abusada, fiel e de riso fácil. A jovem chama a atenção em meio ao caos, seu rosto belo e sorriso quase sempre presente esconde sua habilidade, seja com armas ou em luta corpo a corpo. Tem certo orgulho, o que apenas a faz ser ainda mais decidida.  Apesar da pouca idade é cheia de atitude, e não liga para o que podem pensar dela.

. História:
A moça estava sentada sobre uma cadeira velha, no telhado de uma velha loja observando a noite chegar, os pés apoiados sobre o beiral do prédio e do lado, sob um pano a cadela ronronava baixo. A leve brisa e o céu estrelado quase faziam parecer que o mundo não era uma loucura, que as coisas não tinham virado de ponta cabeça. Por um breve momento ela se deixou estar de novo sentada no telhado de casa perto da janela de seu quarto, ela quase podia ouvir o riso do irmão mais novo e da mãe, que provavelmente estariam na cozinha.
Ela podia ouvir o som do carro do pai chegando o bater da porta do carro e a voz infantil a gritar-lhe que já era hora do jantar, ela bufaria pelo irmão nunca perder o hábito de gritar e então ouviria os passos correndo pela escada e a entrar no seu quarto... O som de um rugido a vez voltar a realidade, ela não estava em casa, nunca mais comeria a comida da mãe ou abraçaria o pai, e não, ela não faria mais cocegas no irmão pequeno ou brigaria com ele por entrar em seu quarto sem bater.
A mãe havia sido a primeira a sucumbir, ela nascera no começo do vírus, as coisas ainda eram controladas em algumas cidades, apesar de algumas já serem tomadas. Ela tinha 15 anos quando as coisas deram errado para valer. Em um dia as coisas estavam controladas, na manhã seguinte foi acordada pelo pai, precisavam partir e achar um lugar seguro. A mãe fora a primeira a morrer, ferimentos graves de arranhados, dera um tiro na própria cabeça, então foi o irmão menor, o pai foi em seguida, e agora, apenas ela sobrara.
Ela suspirou e se levantou para olhar lá embaixo, o que era o barulho que ouvira, viu então um grupo que andava tranquilamente pela rua, um zumbi se aproximava do lado de um que parecia ser o mais novo do grupo, ela pegou sua Sniper e mirou, um tiro e o zumbi caiu, o grupo se virou armado, mas apenas um a viu.
___________________________
No dia seguinte ela e sua fiel companheira Danm seguiam com o grupo pela cidade,  o Presidente Tyson fora quem a vira no telhado quando todo o resto do grupo olhara ao redor. Por todo o caminho ela e ele trocaram provocações e olhares.
“A Protegida do Presidente”, a menina passou a ser conhecida assim dentro dos muros, com uma relação que pouco entendem. Dentro da cidade ela acabou por se tornar uma comerciante, alguns inimigos feitos pelo caminho, principalmente por ex-amantes do presidente.
A relação com a Amy é complexa e não muito saudável, a menina a vê como uma inimiga, uma intrusa.









. Chloe Moretz
. Trainee
. 16 anos
. Livre


Amy Bryce



.Personalidade:
Amy é a tipica adolescente que acha que o mundo gira em torno de si, principalmente por ser a filha do presidente. Ela é mimada e temperamental, adora provocar e ser o centro das atenções. Atrevida e moleca, adora aprontar e deixar todos ao redor loucos. Quebrar regras e leis é um de seus maiores divertimentos e também de seus maiores problemas.

. História:
A jovem Trainee tem uma personalidade complexa, talvez por querer chamar a atenção do pai ou apenas por ser dela, vive a fazer as coisas do seu modo, sem olhar muito ao redor ou se importar com as regras que possa estar quebrando.
A vida dela não é cheia de altos e baixos, nasceu quando o vírus começava a se espalhar, e por isso não se  lembra ou conhece qualquer coisa que tenha vindo antes disso, apenas conhece o mundo como é hoje. Apesar de ter conhecido a mãe suas lembranças dela são poucas, o que faz com que não se sinta tão triste pela morte prematura da mãe.
Dentro da cidade é a filhinha do presidente, ainda que o pai não passe a mão em sua cabeça ou seja do tipo que a mima, as pessoas da cidade acabam por de certo modo o fazer, o que fez com que a menina criasse o hábito de usar o nome do pai para conseguir com que façam o que ela quer, o que funciona em grande parte, exceto por duas exceções, Kyara e Drake, com eles é o tipo de coisa que nunca funcionou. O que fez com que com a primeira ela tenha certa raiva e crie rixas, e com o segundo ela apenas passou a ignrá-lo.
É esperta e costuma ser boa em seus treinos, sabe que o pai espera grandes coisas dela e tenta não decepcioná-lo nesse ponto, ainda que sejam contrátitorios no que esperam do futuro, já que o pai espera que ela seja uma coletora e ela tenha mais vontade de seguir para o lado de médicos dentro da cidade, não gostando assim da ideia de precisar ficar se arriscando fora dos muros pelos cidadãos do lugar.
Quando conheceu a ruiva que viria a ser a amante do pai jurou a si mesma que tornaria a vida da ruiva um inferno, na frente do pai costuma se fazer de boa menina, entretanto por trás, isso já é outra história. Gosta de aventuras pela cidade, e costuma se dar bem com as pessoas que a cerca, não esconde quando não gosta de alguém, na verdade, faz questão de deixar bem clara sua posição.
Ainda tem um tempo pela frente antes de precisar decidir sua posição dentro da cidade, até la, apenas quer viver a vida.








. Travis Fimmel
. Coletor (chefe)
. 28 anos
. Livre


Drake Barcelos



.Personalidade:
Em construção

. História:
Em construção


avatar
Narradora
Narradores
Narradores


Ficha do Sobrevivente
Classe/Grupo: x-x-x
Pontos de Vida:
1000/1000  (1000/1000)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum